Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escola de Atenas

Um Blog informativo

Escola de Atenas

Um Blog informativo

Parceiros

Classificados X

O Classificados X é um site de acompanhantes e anúncios de convívio entre adultos.


Atenção: Site com conteúdos adultos, exclusivo para maiores de 18 anos.


Visitar site: Classificados X

06.Jan.17

Sandford Fleming é homenageado com um Google Doodle

A Google dedica um doodle este sábado, dia 7 de janeiro, ao engenheiro civil e inventor Sir Sandford Fleming, no 190º aniversário do seu nascimento.

 

Sandford Fleming

 

Sir Sandford Fleming (1827-1915) foi um engenheiro civil e cientista. Emigrou da Escócia em 1845 para o Canadá e, em 1857, foi nomeado o principal engenheiro das ferroviárias Ontario, Simcoe e Huron. Em 1871, tornou-se no coordenador-chefe do caminho de ferro pacífico canadense até à sua reforma em 1880. De 1880 a 1915, serviu como chanceler da universidade da rainha em Kingston, Ontário. Ao longo desses anos, Fleming dedicou-se à escrita e pesquisa científica, com contribuições para o estabelecimento do fuso horário padrão e da comunicação telegráfica. Em 1851, ele desenhou o primeiro selo postal do Canadá. Foi nomeado cavaleiro em 1897.

 

Sandford Fleming doodle

 

A invenção dos fusos horários

 

Fusos horários

 

Depois de perder um comboio em 1876, na Irlanda, porque os horários estavam impressos em p.m. em vez de a.m., Fleming propôs um único relógio de 24 horas para o mundo inteiro, localizado no centro da Terra, não ligado a qualquer meridiano da superfície. Numa reunião do Royal Canadian Institute, em 8 de fevereiro de 1879, ele ligou-o ao meridiano de Greenwich. Fleming sugeriu que os fusos horários padrão poderiam ser usados localmente, mas eles estavam subordinados à sua única hora mundial, que ele chamou de Tempo Cósmico. O engenheiro civil continuou depois a promover o seu sistema em grandes conferências internacionais, incluindo a Conferência Meridian Internacional de 1884. Essa conferência aceitou uma versão diferente do Tempo Universal, mas recusou aceitar as suas zonas, afirmando que elas eram uma questão local fora do seu alcance. No entanto, em 1929, todos os principais países do mundo tinham aceitado os fusos horários.