Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escola de Atenas

Um Blog informativo

Escola de Atenas

Um Blog informativo

Parceiros

Classificados X

O Classificados X é um site de acompanhantes e anúncios de convívio entre adultos.


Atenção: Site com conteúdos adultos, exclusivo para maiores de 18 anos.


Visitar site: Classificados X

14.Jun.16

História de Figueira de Castelo Rodrigo

A fundação do povoado remonta ao tempo dos túrdulos que, 500 anos antes de Cristo, terão habitado a região. Mais tarde, romanos e árabes foram outros dos povos invasores. A ocupação romana foi muito intensa a partir do século I d.C. A ponte romana de Escalhão, com um troço da antiga calçada visível, a da Vermiosa e a que existiu em Cinco Vilas são importantes testemunhos da sua presença por estas paragens.

 

Figueira de Castelo Rodrigo

 

Em 1209, D. Afonso IX, rei de Leão, concedeu foral a Castelo Rodrigo. Esta região de Riba-Côa só entraria definitivamente para o domínio de Portugal no reinado de D. Dinis, em 1297, quando a conquistou e viu a sua posse outorgada pelo Tratado de Alcanizes. Em 1508, D. Manuel I renovou o foral.

 

Zona de fronteira, o concelho viu as suas terras invadidas e saqueadas inúmeras vezes. Passou por diversas vicissitudes, como a de o seu alcaide ter recusado a entrada na fortaleza ao Mestre de Avis, quando este se dirigia para Chaves. Como represália, o futuro rei de Portugal ordenou que o escudo real, integrado nas armas da vila, fosse gravado de cabeça para baixo.

 

Em 1640, chegou à vila de Castelo Rodrigo a notícia da revolta de Lisboa, que pôs fim ao domínio espanhol. Nessa altura, o povo, enfurecido, deitou fogo ao palácio de Cristóvão de Moura, português renegado e Marquês de Castelo Rodrigo. Mas, dois anos depois, tropas espanholas invadiram algumas aldeias do concelho, semeando a morte e a destruição. Foi o caso de Escarigo, Almofala, Torre dos Frades, Colmeal e Mata de Lobos. Os espanhóis só seriam derrotados em Escalhão, onde encontraram uma resistência inesperada.

 

Em 1664, no reinado de D. Afonso VI, a região foi novamente invadida. Travou-se a batalha de Castelo Rodrigo, mais conhecida por batalha da Salgadela. Este lugar da freguesia de Mata de Lobos, situado à vista da fortaleza de Castelo Rodrigo, foi palco de uma das mais decisivas lutas da Guerra da Restauração.

 

Na guerra dos Sete Anos, em 1762, a vila foi de novo ocupada por tropas espanholas. As invasões francesas, em 1810 e, alguns anos mais tarde, a guerra entre as tropas de D. Miguel e as de D. Pedro, trouxeram de novo a destruição ao concelho.

 

A partir da década de 70 do século passado, o município começou a travar uma outra batalha: contra a desertificação e os custos da interioridade.